quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Como adquirir o primeiro imóvel

Um livro muito bom para quem deseja saber mais sobre a compra e venda de imóveis é o livro "Seu imóvel, como comprar bem" de Mauro Halfeld, o qual transcrevo alguns trechos:

" O investimento em imóveis revela-se vencedor a longo prazo. Tão importante quanto isso, a compra da casa própria oferece grandes benefícios psicológicos e sociais.

Vale e pena o esforço para adquirir o primeiro imóvel. Certamente este será o mais difícil desafio. Os que atingem a meta ainda jovens poderão buscar novas aquisições para complementar a renda familiar na idade madura.

Sob o ponto de vista financeiro, a maior virtude de um imóvel é a disciplina que se adquire quando se sonha com a casa própria.

A redução de despesas não essenciais pode ser obtida a partir do planejamento e do controle, hábitos saudáveis que precisam ser incorporados no dia a dia das famílias brasileiras."

Nós estamos à disposição para auxiliá-los na concretização de seu sonho com a aquisição de seu imóvel!

Conte com nossa equipe.





segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Leilão de imóveis - por Dr Fabiano Zampolli Pierri


Assunto importante no ramo imobiliário refere-se à aquisição de imóveis em leilões públicos ou em venda direta promovida por instituições financeiras. Quem nunca ouviu falar de imóveis à venda por preços atraentes que podem ser adquiridos através de financiamento e utilização de FGTS? Sim, isso existe e é muito interessante para quem pretende adquirir a casa própria, mas é necessário tomar algumas cautelas.


Primeiramente, é preciso saber se o imóvel está desocupado ou se o ex-mutuário, ou mesmo um inquilino, está irregularmente usando o bem como moradia.

A maioria desses imóveis permanece ocupada pelos ex-mutuários que não pagaram as parcelas do financiamento e perderam a propriedade através de execução hipotecária ou de procedimento extrajudicial de alienação fiduciária.

Assim, a maioria das pessoas que compra imóveis nos leilões públicos ou diretamente dos bancos se depara com o fato de não poderem receber as chaves do imóvel recém adquirido, haja vista que os bancos não se responsabilizam pela desocupação do bem.

Portanto, resta ao adquirente tomar as medidas necessárias para ingressar na posse do imóvel, sendo indispensável fazer a prévia verificação dessa situação antes de firmar qualquer negócio em leilão.

domingo, 3 de fevereiro de 2013

A importância do Correspondente Bancário para a concretização do financiamento habitacional através da CEF

Hoje vamos falar sobre a necessidade de localizar um correspondente Caixa Aqui para financiar seu imóvel através da Caixa Econômica Federal.

A CEF tem treinado correspondentes bancários  para que possam atender a alta demanda por esclarecimentos, documentos necessários para o financiamento habitacional e a montagem do processo de financiamento.

Consulte um corresponde bancário antes de adquirir seu imóvel, faça simulações e tenha em mente que o imóvel ideal é aquele que cabe no seu bolso.


Desconto na aquisição do Primeiro Imóvel

Bom dia!

Muitas pessoas que estão comprando seu primeiro imóvel pelo SFH não tem ciência que tem direito a 50% por cento de desconto no registro de sua escritura, e que terá, caso o imóvel adquirido esteja localizado em São Paulo - Capital, um pequeno desconto no valor do ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Inter Vivos) , que é devido sempre que há a transmissão de bens imóveis.

Quando você compra seu imóvel através de financiamento habitacional, você terá as seguintes despesas:


  • Taxa de análise documental a ser definida pelo Banco escolhido para conceder o financiamento.
  • ITBI a ser pago à Prefeitura
  • Registro de sua escritura junto ao Registro de Imóveis Competente.


Bancos incluem despesas de cartório e ITBI no financiamento habitacional


A Caixa Econômica Federal passou a financiar despesas de cartório e impostos cobrados de consumidores que compram imóveis. O benefício vale para quem pedir crédito imobiliário no banco.
Assim, um consumidor que comprou um imóvel de R$ 500 mil, por exemplo, e obteve um crédito de R$ 300 mil na Caixa poderá incluir R$ 12 mil no valor total financiado, referente às despesas extras.Entre os gastos que podem ser financiados estão taxas de registro, escritura e o Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI). Para serem incluídos no contrato, esses gastos não poderão exceder 4% do valor total financiado.
Os valores das taxas de cartório e do ITBI não são fixos: variam de acordo com a localidade do imóvel. Para ter acesso ao crédito imobiliário, os clientes devem procurar uma das agências do banco.
Até a primeira semana de dezembro, a Caixa já emprestou R$ 93,7 bilhões para compra de imóveis em todo o país. O volume supera em 33,1% o valor contratado até o mesmo período de 2011.

Banco do Brasil tem serviço semelhante

O Banco do Brasil já financia as despesas decorrentes da compra do imóvel, sem necessidade de comprovação. 
Somadas ao valor do financiamento do imóvel, essas despesas não podem ultrapassar o percentual máximo do valor do imóvel e do limite do financiamento para a modalidade, segundo informações divulgadas no próprio site da instituição
Para registro em cartório, o limite é de R$ 2.500; para ITBI, máximo de R$ 10 mil; para tarifa de avaliação de garantia, até R$ 400; para tarifa de avaliação jurídica, R$ 450; e emissão de certidões cartorárias, R$ 300.
O Itaú Unibanco também oferece essa possibilidade. Os clientes do banco podem financiar as despesas cartoriais e de ITBI até o limite de 5% do valor do imóvel.
O banco Bradesco informou, por meio de atendimento telefônico ao consumidor, que esse tipo de benefício não é oferecido normalmente, mas que os clientes podem negociar caso a caso nas agências.
Fonte: uol

Apartamento Minha Casa Minha Vida Pirituba

clique aqui